image
Logo Essência Cigana
CADASTRO DE NOVIDADES

ACEITAMOS

Bandeiras
Facebook
fone e endereço
CURIOSIDADES
O Faraó e a Pirâmide

O Faraó e a Pirâmide

 O termo faraó (pré-aa) significa literalmente a “grande casa”. No período do Novo Reinado (c.1550-c1069 a.C.) foi utilizado para descrever o rei, mas, antes dessa época, o termo referia-se ao palácio do rei ou à corte real. No Antigo Egito, acreditava-se que o rei ou faraó era uma manifestação viva de divindade, associada tanto a Hórus, o deus dos céus com cabeça de falcão, quanto Re, algumas vezes representado por um disco de sol com asas. Essa estátua em forma de deus  concedia poder absoluto ao faraó, que controlava o exército e todos os compromissos civis, além de exercer o sacerdócio. Em todos os lugares aonde iam, as pessoas comuns encontravam a estátua do faraó, simbolizada por estátuas de pedra maciça do rei com aparência de Re, assim como as majestosas pirâmides – monumentos funerários dos reis e rainhas do antigo Egito.   A pirâmide é símbolo de ascensão. Alinhada com o sol e as estrelas, cria uma passagem entre a Terra e o Céu para que o faraó morto possa atravessar para o outro lado após a vida. Na tradição ocidental hermética, combina o simbolismo quadrado com o triângulo. O simbolismo também está ligado à colina (e montanha cósmica), considerada semelhante ao morro que emergiu das águas primitivas quando a terra foi criada, portanto, um símbolo de poder da vida sobre a morte.